Conecte-se conosco

POLÍCIA

Mulher abandona filho em casa para beber com amigos e é presa

Imagem ilustrativa

Mulher de 26 anos, da Barra Bonita, foi presa na madrugada de domingo, 12/1, após ser denunciada por abandonar o filho dela de apenas quatro anos de idade.

 

De acordo com a Polícia Militar, por vota das 23 horas do sábado, dia 11/1, vizinhos informaram a PM que uma criança chorava muito no interior da casa, provavelmente porque a mãe dele havia saído e ele estaria sozinho.

 

Os policiais, então, foram até a casa, forçaram a porta de entrada do imóvel e encontraram um menino, portador de doença mental (não fala e não anda), vestindo apenas uma camiseta e fralda. Ele estava na cama, no único quarto da casa.​

 

Imediatamente, a cabo Chiode vestiu o menino, que foi conduzido ao Pronto Socorro da Santa Casa. O Conselho Tutelar recolheu a criança à Casa de Apoio para ser abrigada até decisão judicial.

 

Com a criança abrigada, os policiais militares responsáveis pela ocorrência procuraram a mãe dela. Estiveram em diversos locais, onde presumivelmente ela  poderia estar, mas não foi encontrada. Só por volta das 3 horas da madrugada do domingo (12) ela se apresentou na sede da 2ª Cia. da Polícia Militar.

Questionada, ela disse que se viu obrigada a deixar a criança em casa para cuidar de uma irmã que teve problemas de saúde. No entanto, a versão dela foi ouvida com reservas. Ela se apresentou com forte cheiro de bebida alcoólica, olhos vermelhos e respostas nada convincentes. Sem ter como sustentar a versão, ela acabou confessando que deixou o filho em casa, sozinho, para ir beber com amigos em um bar.

A mulher foi conduzida ao plantão, onde se levantou que ela conta com histórico policial.  Há algum tempo, ela tentou entrar em uma penitenciária com um celular, que seria entregue a um detento.

Depois de ouvida pelo delegado plantonista, a mulher, cujo nome a Polícia não divulgou, foi autuada e presa em flagrante, acusada de abandono de incapaz. Está presa, no aguardo da audiência de custódia.

Continue lendo
Click to comment

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

JAÚ

Corpo de secretário será cremado em Bauru

Corpo de Duda Abussamra será cremado em Bauru / Foto: Reprodução Facebook

O corpo do secretário do Meio-Ambiente da Prefeitura de Jaú, Elísio Eduardo Henriques Abussamra, o Duda, será cremado nesta 6ª feira (14), em Bauru. O velório seguiu até a manhã de hoje  no Serviço de Luto Paulista, Av. Frederico Ozanan, e dalí seguiu para o Crematório Jardim dos Lírios em Bauru. No local, segundo informação do serviço, o corpo aguarda 48 h e só depois é cremado; a cerimônia de despedida dos familiares foi feita em Jaú e não haverá cerimônia no crematório.

Duda tinha 53 anos e estava internado na Santa Casa de Jaú desde 26 de julho, quando sofreu acidente de moto na Rua Edgard Ferraz, Jd. Maria Luiza, ocasião em que colidiu com um poste. Gravemente ferido, passou por cirurgias, mas não resistiu e teve morte encefálica confirmada na 5ª feira (13). Duda era casado com Bernadete Tinoco da Silva Abussamra. (Com informações do HoraH)

Continue lendo

POLÍCIA

Caso Mariana: Justiça encaminha processo para julgamento

Mariana Bazza tinha 19 anos e foi morta após deixar academia em Bariri, em setembro do ano passado (FOTO: Facebook/Reprodução))

Mariana Bazza tinha 19 anos quando foi estuprada e morta em Bariri, em setembro do ano passado

A Justiça concluiu a produção de provas do chamado Caso Mariana nesta 3ª feira (11), com a realização da última teleaudiência com Rodrigo Pereira Alves, 38 anos, e a oitiva de mais uma testemunha. Ele foi denunciado e preso por estupro, latrocínio (roubo seguido de morte) e ocultação do cadáver da universitária Mariana Bazza, 19 anos, em setembro do ano passado em Bariri, região de Jaú. O juiz Guilherme Tarcia e Fazzio presidiu a teleaudiência.

Agora, Ministério Público (MP) e a defesa de Rodrigo vão apresentar alegações finais, ficando o processo concluso para julgamento. O caso corre sob segredo de Justiça. Mariana foi atraída por Rodrigo na manhã de 24/9, ao deixar academia de ginástica em Bariri. Ele havia murchado um dos pneus do carro dela e se ofereceu para fazer a troca em uma chácara murada em frente a academia, onde estava trabalhando. Depois disso a estudante desapareceu. Câmeras registraram quando Rodrigo saiu com o carro de Mariana e foi a um posto calibrar os pneus e abastecer; o corpo dela estava na mala do veículo e foi deixado em canavial na cidade vizinha de Ibitinga.

Após seguir as pistas do crime, a polícia prendeu Rodrigo em Itápolis, ao lado de Ibitinga, depois de ter abandonado o carro de Mariana e tentar fugir a pé. Levado à delegacia de Bariri, ele confessou o crime e indicou o local onde havia deixado o corpo da estudante. O caso ganhou grande comoção na cidade e em uma das audiências no Fórum, foi necessário reforçar a segurança para evitar que Rodrigo fosse linchado. Quando cometeu o crime, ele havia deixado a prisão há 30 dias, depois de cumprir pena de 16 anos por roubo, sequestro, extorsão e latrocínio tentado.

Continue lendo

POLÍCIA

Confusão envolvendo prefeita termina na delegacia

A prefeita de Vera Cruz, Renata Devito (PSDB), se viu envolvida em uma confusão com um policial civil na última sexta (14), em São Roque.

A prefeita, que voltava de viagem a São Paulo dirigindo um veículo oficial da Prefeitura de Vera Cruz, foi abordada pelo policial à paisana em um centro de compras às margens da rodovia Castello Branco (SP-280). O policial achou que a prefeita estava usando o carro oficial a passeio.

Em nota, a prefeita informou que havia parado no local com sua equipe para almoçar. Ela diz ainda que foi ameaçada com arma de fogo e que o subprocurador de Vera Cruz, que a acompanhava, foi agredido.

A Polícia Rodoviária foi acionada e o policial civil envolvido na história foi detido por lesão corporal e dano ao patrimônio, uma vez que o mesmo danificou o veículo que transportava a prefeita. A Secretaria de Segurança Pública do Estado informou que o policial pagou fiança e foi liberado.

O caso segue sendo apurado pela Corregedoria da Polícia Civil.

Continue lendo

Facebook

Matérias recentes

Mais lidas

Folha Um - Todos os direitos reservados.